Viasat inicia venda de banda larga residencial com satélite da Telebras

Convergência Digital - Internet

Luís Osvaldo Grossmann ... 07/07/2020 ... Convergência Digital


Adiado por conta da pandemia de Covid-19 e de mudanças na estratégia, a Viasat lança nesta terça, 7/7, o serviço comercial de banda larga via satélite, viabilizado pelo acordo da empresa americana com a Telebras, para uso da capacidade em banda Ka do SGDC. 


Com a promessa de conexões mais rápidas, a empresa aposta que vai conquistar quem já paga por internet satelital mas está insatisfeito, além de alcançar uma fatia das residências rurais e suburbanas desatendidas – potencialmente um mercado inicial de 2 milhões de residências. 


“Vemos como oportunidade de mercado 2 milhões de lares, cerca de 10% das residências que não têm internet. E achamos que as pessoas vão trocar suas bandas ruins. Quem mora no Brasil e puder ver o céu vai poder acessar um serviço de internet mais rápido com a Viasat”, afirma o vice presidente e chefe de internet residencial da empresa para as Américas, Evan Dixon.


O serviço está disponível a partir desta terça em oito estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Sul, Distrito Federal e Amazonas. A promessa é que até o fim de 2020 todos os demais também já contem com as ofertas. 


O primeiro passo, anunciado ainda em março deste 2020, foi a parceria com a brasileira Visiontec, para instalação das VSats e assistência técnica em qualquer lugar do país. “Em média, vamos atender os pedidos em até 48 horas”, afirma o chefe da banda larga residencial da Viasat. 


 


De início, a empresa terá dois planos, um de 10 Mbps, por R$ 349 (R$ 199 nos primeiros três meses) ou 20 Mbps, por R$ 419. Há franquia de dados de 40 GB e 80 GB, respectivamente, mas navegações e downloads entre 2h e 7h da manhã não consomem a franquia. Em qualquer caso há uma taxa de instalação de R$ 300.

Voltar