Minicom leva TCU aos EUA para aparar arestas com relação ao leilão 5G

Convergência Digital - Telecom


Luís Osvaldo Grossmann ... 02/06/2021 ... Convergência Digital


O Ministério das Comunicações lidera uma comitiva aos Estados Unidos, entre 6 e 10 deste junho, em viagem que tem  no roteiro visitas a redes privativas de telecomunicações do Departamento de Defesa. O objetivo, segundo o ministro Fábio Faria, é convencer o Tribunal de Contas da União sobre o plano do governo brasileiro em fazer algo parecido e, assim, eliminar resistências da Corte de Contas sobre o edital do 5G.


“Vamos para Washington conhecer a rede privativa do Departamento de Defesa dos Estados Unidos e conversar com investidores. Nessa viagem agora vamos fazer com que os ministros e técnicos do TCU acompanhem a rede privativa para tentar entender algumas dúvidas em relação a esse processo. Essa viagem é exatamente para que a gente possa dar celeridade ao leilão”, disse Faria nesta quarta, 2/6, ao explicar a viagem.


Segundo o ministro, ainda dá tempo de fazer o leilão no início do segundo semestre. “Nossa previsão ainda é julho. O ministro Raimundo Carreiro [relator da análise do edital no TCU] tem conversado bastante com as equipes da Anatel e do Ministério. Já respondemos a todos os questionamentos e espero que nas próximas semanas o TCU possa apreciar o leilão no Pleno. Depois teremos cerca de 30 dias para a realização do leilão. Não acredito que ocorra qualquer retrocesso, que retorne à estaca zero. Vamos saneando as dúvidas.”


Em que pese ter reiterado que vai “esperar o voto dos ministros para me pronunciar” e que “ainda não ouvi [questionamentos] dos ministros, é mais a área técnica que tem falado alguma coisa”, Fábio Faria sustentou que dúvidas levantadas sobre os recursos para a rede de fibras nos rios da Amazônia e a rede privativa do governo serão eliminadas e as metas mantidas.


“Não existe isso de gasto fora do teto, muito menos em relação ao Norte Conectado, até porque a região Norte é a que tem menos acesso à internet, o gap digital é muito grande. Esse assunto vai ser superado e na viagem dos Estados Unidos a gente sacramenta também a rede privativa. Os países que realizam leilão estão fazendo redes privativas, onde entram Forças Armadas, governo federal, Judiciário, Legislativo. E isso vai ser o futuro dos leilões 5G. Esse assunto vai ser totalmente vencido na viagem. Eles terão oportunidade de tirar qualquer dúvida.”


Além de Raimundo Carreiro, a comitiva inclui os também ministros do TCU Walton Alencar e Bruno Dantas. A viagem contará com representantes da Presidência da República, Abin e Ministério da Defesa, além do Itamaraty e do próprio Minicom. E, ainda, com os senadores Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) e Ciro Nogueira (PP-PI).


Segundo o ministério, haverá também reuniões com Qualcomm, Motorola, IBM, AT&T, Ericsson e Nokia, além de seis fundos de investimento e bancos, bem como com a consultoria Eurasia. Membros da delegação também terão reuniões no FBI e CIA.


 


Câmara cobra explicações do TCU, Minicom e Anatel sobre edital do 5G

Voltar