Tendências | Áudio pode se beneficiar com mudança no digital para uma maior privacidade dos dados

TUDO RÁDIO

Quarta-Feira, 18 de Agosto de 2021 @ 07:31


São Paulo - Rádio e outros formatos de áudio podem ganhar em competitividade com a nova política de privacidade dos dados pessoais na internet


Um relatório da consultoria de pesquisa de áudio Signal Hill Insights apontou que o aumento no controle da privacidade de dados dos consumidores pode representar oportunidade para o rádio e demais formatos de áudio competirem com a mídia digital. As medidas de proteção de dados já estão sendo impostas pelo Google e pela Apple. Além disso, a aprovação de novas regulamentações de proteção ao consumidor e o crescimento de norte-americanos que estão optando pelo não rastreamento online, também ajudam nesse crescimento. Essa tendência também poderá ser indicada no Brasil, com os usuários seguindo o mesmo compartimento. Acompanhe: 


“A boa notícia é que o aumento dos controles de privacidade de dados fornece uma janela para o áudio acompanhar a corrida armamentista de dados e obter uma parcela maior dos dólares de publicidade. As areias estão mudando sob os pés do marketing digital enquanto marchamos em direção a um futuro online que promete menos rastreamento pessoal”, disse o fundador da Signal Hill Insights, Jeff Vidler.


Segundo o levantamento, há sinais de que a era do Google e o domínio do Facebook sobre os anunciantes, impulsionado principalmente pelo compartilhamento de dados do consumidor, pode estar começando a diminuir. Essa mudança está vindo dos próprios gigantes digitais, com a introdução da "Transparência de rastreamento de aplicativos" pela Apple. Apenas 13% dos norte-americanos consentiram com o rastreamento de dados na última contagem e o plano do Google de eliminar o terceiro rastreamento de cookies de terceiros em 2023.


Pesquisas também mostram que quatro em cada cinco norte-americanos sentem que os riscos de as marcas coletarem seus dados pessoais superam os benefícios. Entre as maneiras pelas quais o relatório de Signal Hill sugere que o áudio pode tirar vantagem do aperto no rastreamento de dados digital está o rádio para passar para a medição em nível de censo a partir de metodologias baseadas em medidores e diários de pequenas amostras. “O streaming de transmissão de rádio via smartphone e alto-falantes inteligentes está crescendo, trazendo a possibilidade de grande amostra, medição em tempo real e segmentação ao alcance”, diz Vidler.


Com informações do portal Inside Radio


 


Carlos Massaro

Voltar