MCOM PERMITE REDUÇÃO DE POTÊNCIA DE RÁDIOS E TVS DURANTE CRISE ENERGÉTICA

TELE.SÍNTESE

 LÚCIA BERBERT 24 DE SETEMBRO DE 2021


Portaria nesse sentido foi publicada nesta sexta-feira e vale pelo período de seis meses



 


Background image created by Kues1 – Freepik.com


O Ministério das Comunicações publicou, nesta sexta-feira, 24, portaria autorizando que as estações dos serviços de radiodifusão sonora e de sons e imagens, e de retransmissão de televisão e de retransmissão de rádio, possam operar com potência de transmissão reduzida de até 30% da estabelecida em suas respectivas licenças para funcionamento de estação. O objetivo é de que essas emissoras possam economizar energia em horários de menor audiência. 


A medida vale pelo prazo de seis meses e atende à reivindicação dos radiodifusores, que passaram a ter os gastos com insumos aumentados com a alta das tarifas de energia elétrica. “O MCom demonstra estar sensível ao momento de crise financeira que o setor privado está vivenciando, potencializado pela pandemia do coronavírus”, destacou o presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Flávio Lara Resende, em nota. 


 


Segundo Resende, a medida é de extrema importância para a radiodifusão, pois possibilitará a redução do consumo de um dos insumos mais onerosos para o rádio e TV. Ele entende que, a partir de agora, as emissoras poderão reduzir a potência de seus transmissores em horários alternativos, como, por exemplo, a madrugada quando a audiência é baixa, racionando o consumo de energia elétrica. 

Voltar