MCTIC SAI NA FRENTE E ADERE AO PROGRAMA TRANSFORMAGOV

Telesíntese - Governo

DA REDAÇÃO 9 DE DEZEMBRO DE 2019


Objetivo é otimizar a execução de políticas públicas, tornar o gasto público mais eficiente e entregar mais valor à sociedade


 



O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) foi o primeiro órgão a aderir ao Programa de Gestão Estratégica e Transformação do Estado (TransformaGov), sob coordenação do Ministério da Economia. O programa tem como objetivo avaliar e transformar os modelos de gestão, processos de trabalho, arranjos institucionais e estruturas organizacionais, a fim de otimizar a execução de políticas públicas, tornar o gasto público mais eficiente e entregar mais valor à sociedade.


O MCTIC receberá um plano de trabalho customizado de acordo com o diagnóstico da necessidade de modernização da instituição avaliada. A partir dos dados levantados, o ME propõe um conjunto de soluções para que o órgão alcance o resultado esperado. “Temos várias ações que já foram desenvolvidas pelo Ministério da Economia e que podem tornar a atuação dos órgãos mais eficiente, como a transformação digital de serviços, a Plataforma +Brasil, o Táxigov e projetos de centralização de compras públicas”, explicou o secretário de Gestão do Ministério da Economia (ME), Cristiano Heckert,


As ações incluem a revisão do Plano Estratégico do órgão e seu alinhamento com o Plano Plurianual (PPA) 2019-2022 e com a Estratégia Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Endes). Também estão previstas a melhoria de serviços públicos, o aperfeiçoamento de processos internos, e a readequação de estruturas organizacionais vigentes, entre outras ações.


A Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia (SEDGG/ME) coordenará a implementação das medidas propostas, o monitoramento e a avaliação dos resultados entregues pelo programa. “Temos excelentes profissionais para implementar o plano de nosso ministério”, afirmou o secretário-executivo do MCTIC, Júlio Semeghini. “Quando trabalhamos de forma integrada, conseguimos entregar os resultados de forma mais eficiente”, completou.


 


(Com assessoria de imprensa)

Voltar