Dia Mundial do Rádio é celebrado por diversos setores

ABERT - Notícias

Quinta, 13 Fevereiro 2020 10:29


Em 13 de fevereiro de 1944, ouvintes de seis países sintonizaram os aparelhos de rádio na frequência da Rádio das Nações Unidas. Na estreia, a emissora gerou conteúdo simultâneo pela primeira vez na história. Em 2011, a Unesco, órgão das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, proclamou o Dia Mundial do Rádio.


Celebrada em todo o mundo, a data é utilizada para ressaltar características do meio que o mantêm na preferência do público. Instantâneo e democrático, o rádio entra na casa dos ouvintes, levando serviço, entretenimento e informação. “Longe de se esgotar com o surgimento de novas mídias, o rádio se renova ao se adaptar a elas. Hoje, está presente em todas as mídias digitais e vem conquistando a audiência do público jovem”, afirma o presidente da ABERT, Paulo Tonet Camargo, em mensagem divulgada nas redes sociais.


  


Pesquisas internacionais apontam que o rádio segue firme na preferência de ouvintes.


Representante da Rádio Cultura de Leme (SP), Paulo Sérgio Ribeiro aproveitou o dia para comemorar a evolução do meio em pesquisas realizadas em todos os continentes. “O rádio voltou a crescer graças às redes sociais que o levam cada vez mais longe, sem aumento de custos, favorecendo artistas, anunciantes e o próprio meio”, destacou.


Coordenador adjunto da Defesa Civil de Minas Gerais, o tenente-coronel Godinho ganhou notoriedade ao enfrentar tragédias como o rompimento de barragem em Brumadinho e as fortes chuvas que castigaram Belo Horizonte recentemente. Para ele, o rádio é imprescindível no momento de alertar comunidades sobre situações de emergência. “O rádio diminui a distância entre o serviço público para salvar vidas e a população”, destaca.


Rádio e Diversidade


Em 2020, o tema da data é “Rádio e Diversidade”, para realçar a capacidade deste meio de comunicação de promover a pluralidade e permitir que várias vozes possam interagir, ser representadas e ouvidas.


Em mensagem enviada às rádios, o presidente da AIR (Associação Internacional de Radiodifusão), José Luis Saca, destaca o papel do rádio independente e plural e parabeniza os profissionais que fazem do meio uma fonte de notícias e entretenimento.


 


 

Voltar